Conecte-se conosco

Sem categoria

PRECARIEDADE DAS RUAS DA NOVA CARAJÁS DEIXAM MORADORES SEM TRANSPORTE COLETIVO EM ALGUMAS ROTAS DO BAIRRO

Publicado

Em

Os moradores da Nova Carajás reclamam de transporte coletivo que deixou de fazer a rota em algumas ruas do bairro

Para quem precisa sair do bairro Nova Carajás para outros pontos da cidade e dependem de transporte público para isso, reclamam que os coletivos não estão fazendo as rodas como antes. Segundo os que residem no local, eles encontram dificuldades para pegar o transporte, pois precisam caminhar alguns quilômetros até a Avenida principal do bairro para pegar o coletivo. De acordo com os moradores as rotas foram alteradas devido às péssimas condições das ruas do bairro.

“Antes o transporte público passava por essa avenida que fica próxima a ferrovia e por causa das péssimas condições da rua a rota foi alterada. Devido à falta de investimento do poder pública a população padece. Idosos, mulheres e ate gravidas colocam suas vidas em risco para pegar o coletivo”. Destacou Expedido Costa Rodrigues – morador do bairro.

De acordo com a Central das cooperativas do transporte público de Parauapebas esse foi exatamente o motivo que levou a Cooperativa suspender a rota no trecho mencionado pelo morador. Segundo o presente da Central de Transporte Público o trecho mencionado está em péssimas condições de trafegabilidade o que tem gerado sérios prejuízos ao órgão.

“Ouve sim essa mudança de rota, devido à situação das ruas, o local esta cheio de buracos. E devido à precariedade dos acessos causou muitos prejuízos para a cooperativa. Hoje quando há a quebra da mola de um dos veículos o custo em media é de dois mil reais.” Explicou Francisco Brito – presidente da Central das Cooperativas de Transporte Público de Parauapebas.

Ainda de acordo com Francisco Brito, a Cooperativa se reuniu com a Secretaria Municipal de Obras e levou a situação para o departamento de obras que garantiu a solução do problema.

“Nós comunicamos ao departamento de obras, e nessa reunião que tivemos foi ajustado uma força tarefa para o bairro Nova Carajás. A secretaria garantiu que em breve será realizada a recuperação das vias, assim que ocorrer o melhoramento, estaremos retornando as rotas dentro do bairro.”

Mas, apesar do comprometimento, as ruas continuam sem receber qualquer serviço de recuperação. E para piorar a situação de quem depende do transporte público no município, ao invés de melhorar a qualidade do serviço oferecido à população, o mês de Fevereiro foi de aumento da tarifa das passagens que passou de R$ 3,00 reais para R$ 3,30 centavos. De acordo com a Central há dois anos não ocorria o aumento e que o valor esta abaixo do proposto em 2018 que era de R$ 3,36 centavos.

“O valor foi definido através de estudos que encaminhamos ao poder público que achou por bem acatar, nada mais que justo devido há dois anos não ter reajuste. A proposta era de três reais e trinta e três centavos, só que em um acordo entre as ambas as partes checaram a esse valor de três reais e trinta centavos.” Destacou Francisco Brito.

Valor que não agradou os passageiros, para quem precisa do transporte público, antes do aumento seriam necessários investimentos na qualidade dos serviços prestados, o que tem deixado a desejar segundo a Costureira Elda Carvalho.

“Eu acho um absurdo, com a crise que esta no país é inaceitável. O transporte público infelizmente não funciona corretamente, que não respeita o usuário, e ainda cobra uma taxa fora da realidade da população do município”. Ressaltou Elda Carvalho –

Advertisement

Notícias mais lidas

Todos os direitos reservados © 2017 Grupo Pebinha Tudo de Bom Agência de Comunicação & Publicidade CNPJ: 29.001.067/0001-22.